Certificação

OCP – Organismo de Certificação de Produto

CERTIFICAÇÃO SASC E ENSAIOS DE ESTANQUEIDADE

O processo de Certificação de Produto ICV BRASIL segue o fluxograma e o
procedimento contido no RGCP-01-07 – Regra Geral de Certificação de Produto

A globalização e o aumento das relações comerciais tornaram-se necessária a criação de mecanismos de padronização para garantir a qualidade dos produtos, visando confiabilidade e credibilidade em relação a produtos certificados.

ICV BRASIL, para a Certificação INMETRO, oferece serviços de certificação de produtos de acordo com as portarias vigentes em que estão estabelecidos os requisitos para o Programa de Avaliação da Conformidade, com foco na segurança e desempenho, com o objetivo de reduzir o risco decorrente da utilização do produto.

Temos dois tipos de Certificação de Produtos:

– Certificação Voluntária: decidida exclusivamente por empresas fabricantes ou importadoras que buscam por um diferencial no mercado, podendo tornar-se mais competitivas, pois através de um certificado irá garantir a credibilidade de seus produtos e serviços. Estes produtos certificados voluntariamente poderão ser comercializados com o Selo ICV BRASIL;

– Certificação Compulsória: destinada aos produtos que possuem regulamento determinante à produção/comercialização exclusiva no Brasil, após a certificação. O INMETRO define os requisitos obrigatórios a serem seguidos.

O atendimento a Certificação de Produtos abrangerá área geográfica do Brasil.

  • Portaria nº 009/2011 – Serviço de Instalação e Retirada de Sistema de Armazenamento Subterrâneo de Combustíveis SASC

O processo de Certificação de Produtos da ICV BRASIL segue o fluxograma e o procedimento contido no Regra Geral da Certificação de Produto e para cada escopo terá sua regra própria para anexar, no caso de SASC –  CRCE–SASC 05-01- Complemento da Regra de Certific  SASC

Estabelecer os critérios para o Programa de Avaliação da Conformidade para o serviço de instalação e retirada de Sistema de Armazenamento Subterrâneo de Combustíveis (SASC), com foco no meio ambiente, através do mecanismo de Certificação Compulsória, em atendimento à Resolução Conama nº 273/2000, visando à prevenção e controle da poluição. 

  • Auditorias no SGQ do solicitante. 
  • Auditorias de campo para acompanhar etapas de obra, para novas certificações e para manutenção de empresas já certificadas. 

O mecanismo de avaliação da conformidade para o Serviço de Instalação e Retirada de SASC estabelece a avaliação do SGQ da empresa e o atendimento aos requisitos estabelecidos, como condição para concessão, manutenção e renovação da certificação.

  • Avaliação em obra para garantir que os procedimentos são seguidos durante a realização dos serviços.
  • Remoção e destinação de tanques subterrâneos usados (ABNT NBR 14973).
  • Manuseio e instalação de tanque subterrâneo (ABNT NBR 13781).
  • Instalação do sistema de armazenamento subterrâneo de combustíveis SASC (ABNT NBR 13783, Tubulação e Acessórios (Componentes).

 

  • Portaria nº 259/2008 – Regulamento de Avaliação da Conformidade para o Serviço de Ensaio de Estanqueidade em Instalações Subterrâneas. 

O processo de Certificação de Produtos da ICV BRASIL segue o fluxograma e o procedimento contido na Regra Geral da Certificação e para cada escopo terá sua regra própria para anexar, no caso de Ensaio de Estanqueidade – CRCE–SEEIS 06-00 – Complemento da Regra em Ensaio de Estanqueidade

Programa de Avaliação da Conformidade para o serviço de ensaio de estanqueidade em instalações subterrâneas, nos postos revendedores e de abastecimento de combustíveis líquidos, através do mecanismo de Certificação Compulsória, em atendimento à Resolução Conama nº 273/2000.

A aplicação dos ensaios de estanqueidade deve ser conforme prevista nas NBR 15594-3 e NBR 13784, ou conforme legislação vigente. Os serviços de ensaios de estanqueidade são executados por empresas certificadas no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade (SBAC), como determina a Resolução Conama 273/2000, e atendidas as Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho e Emprego.

  • Auditoria no SGQ do solicitante; 
  • Auditoria de campo para acompanhar a execução de um ensaio de estanqueidade;
  • Seleção de Métodos para Detecção de Vazamentos e Ensaios Estanqueidade (ABNT NBR 13784 2006 Itens: 5 4 e 6 4);
  • A Empresa Executora do Ensaio de Estanqueidade deve imprimir o Selo de Identificação da Conformidade no âmbito do SBAC no laudo do Ensaio de Estanqueidade. A avaliação de desempenho do dispositivo deve ser comprovada por ensaio executado por laboratório que atenda à NBR ISO/IEC 17025. Para laboratórios não acreditados pelo Inmetro, recomenda-se utilizar o critério de avaliação de desempenho conforme estabelecido no Anexo A da Portaria Inmetro 118/2015 RGCP, atendidos todos os requisitos desta norma.